Tecnologia do Blogger.

08/03/2010

Tag:

dia feliz da mulher

A Bíblia é super interessante. Quando levo meus olhos ao relato da criação em Gênesis capítulo dois, vejo Adão, no lar edênico, sob a sombra duma frondosa árvore, olhando os animais a passear. Papai do Céu havia dado uma ordem a ele: nomear os animais. E lá estava ele, analisando as características, as nuances e colocando nomes. Inteligente como era nosso ancestral, logo ele percebeu que cada doce animal estava em companhia de uma parceira especial; o cavalo tinha a égua como melhor amiga, o leão possuía a leoa para brincar; contudo, lá estava ele: sozinho, sob a sombra duma frondosa árvore observando os casais...
Até que ela entrou em cena. E como um adolescente apaixonado pela menina mais bonita da escola, ele deu aquele sorriso. E como todo bom menino, ele ficou estático, a inércia tomou conta dele e a única coisa que ele soube era isso: ela é igual a mim, mas diferente de tudo em mim.
Depois de ver a mulher pela primeira vez, ele não a chamou pelo nome, ele simplesmente a reconheceu como mulher, a contraparte feminina de sua espécie. Apenas no capítulo seguinte ele toma coragem e descobre o nome da sua amada... Se fizéssemos uma interpretação do que Adão está dizendo em Gn 2.23, seria algo assim: ela é ishah, e eu ish – eu sou menino e ela é menina, fechou!
Antes de ser cônscio da existência da mulher, ele já sentia a falta de Eva. E quando Deus, com Sua sabedoria, o presenteou com Eva, ele sabia que aquela era osso dos ossos dele; ela era igualzinha a ele, mas diferente.
O que quero dizer é que a despeito dos grandes debates históricos acerca de quem seria o sexo frágil; antes que o homem se torne consciente da existência de Eva, ele já sente falta da perfeição do espécime feminino.
Mulheres são assim: iguaiszinhas a nós ainda que totalmente diferente de nós. Por vezes, a percepção é ofuscada, ou por falta de atenção, ou pelo jeito delicado delas, ou ainda por sentimento machista equivocado de nossa parte. E análises superficiais momentâneas não retratam a realidade interior do propósito divino para as mulheres.
Mas se há algo a ser dito é isso: nem todos os santos da história religiosa humana, nem os poderosos personagens que tiveram lugar no curto palco da vida, nem as histórias comoventes dos corpos celestes de primitivos povos pagãos podem ser mais sagrados e respeitados no mundo do que as nossas queridas mulheres.
A força interior, a disposição prática, a entrega pessoal abnegada e todas as virtudes inerentes a elas ultrapassam as maiores conquistas mundiais de todos os líderes de todas as épocas de todos os lugares. Ascensão e queda de grandes impérios, nascimento e morte de influentes personagens da vida, tudo é fruto da atuação das mulheres.
Como diria Harriet Stowe: ‘as mulheres são as reais arquitetas da nossa sociedade.’ Logo, nossa sobrevivência é devido a sua existência. Como diria Oscar Wilde: as mulheres não foram feitas para serem compreendidas, mas para serem amadas. Ou ainda como diria Silvia Simões: convença um homem de que ele é um deus e ele destruirá o mundo. Convença uma mulher de que ela é uma deusa e ela o salvará.

Dia feliz meninas! Deus abençoe vocês rica e abundantemente!


About Ingrid Oliveira

Hi, My Name is Hafeez. I am a webdesigner, blogspot developer and UI designer. I am a certified Themeforest top contributor and popular at JavaScript engineers. We have a team of professinal programmers, developers work together and make unique blogger templates.